Home > Arquivo > 10 - 2006 > Mamãe Margarida declarada venerável
CEM ANOS DOS SALESIANOS NA...
Extraído do número 10 - 2006

A mãe de Dom Bosco rumo aos altares

Mamãe Margarida declarada venerável



de Gianni Cardinale


A partir da esquerda, padre Elio Torrigiani, dom  Chávez Villanueva, o recém bispo Raffaele Farina, o cardeal Tarcisio Bertone, o cardeal José Saraiva Martins e padre Enrico dal Covolo, na Capela da Comunidade salesiana, no Vaticano, 15 de novembro de 2006

A partir da esquerda, padre Elio Torrigiani, dom Chávez Villanueva, o recém bispo Raffaele Farina, o cardeal Tarcisio Bertone, o cardeal José Saraiva Martins e padre Enrico dal Covolo, na Capela da Comunidade salesiana, no Vaticano, 15 de novembro de 2006

Mamãe Margarida”, a mãe de São João Bosco, foi declarada venerável; assim, quando se reconhecer um milagre atribuído a sua intercessão, poderá ser proclamada beata. O decreto da Congregação para as Causas dos Santos reconhecendo as virtudes heróicas de Margherita Occhiena é de 23 de outubro, e foi lido solenemente durante um intenso momento de oração realizado em 15 de novembro na capela da Comunidade Salesiana no Vaticano. Participaram da cerimônia, presidida pelo cardeal José Saraiva Martins, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, o reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez Villanueva, o prefeito da Biblioteca Apostólica Vaticana, padre Raffaele Farina (que, nesse mesmo dia, foi elevado à dignidade episcopal), o diretor do L’Osservatore Romano, Mario Agnes. Também estavam presentes o postulador-geral dos salesianos, padre Enrico dal Covolo, o diretor da Libreria Editrice Vaticana, padre Claudio Rossini, o salesiano leigo Antonio Maggiotto, diretor comercial da Tipografia Vaticana, padre Giuseppe Colombara, diretor do serviço fotográfico do L’Osservatore Romano. As honras da casa foram feitas por padre Elio Torrigiani, diretor-geral da Tipografia Vaticana e responsável pela Casa dos Salesianos no Vaticano. Esteve também presente na cerimônia o cardeal secretário de Estado, Tarcisio Bertone, que a concluiu entoando o canto salesiano por excelência, Giù dai colli, e sublinhando o fato de no decreto super virtutibus estar escrito que “a graça de Deus e o exercício das virtudes fizeram de Margherita Occhiena uma mãe heróica, uma educadora sábia e uma boa conselheira do nascente carisma salesiano”.
A proclamação das virtudes heróicas de Mamãe Margarida foi feita justamente no 150º aniversário de sua morte, ocorrida em 1856. A causa de beatificação, aberta em Turim em 1995, chegou a Roma em 1996.


Italiano Español English Français Deutsch